Páginas de Menu
Categorias menu

Postado em 10 abr, 2022 em Luz da Vida, Vídeos

Verdades esquecidas: o inferno 01 – Luz da Vida – 10/04/2022

Verdades esquecidas: o inferno 01 – Luz da Vida – 10/04/2022

 
Apresentador:
Dom José Falcão

Sinopse:
Dom José Falcão de Barros explica os Novíssimos: Morte, Juízo, Inferno e Paraíso, e comenta o Catecismo da Igreja Católica, número 1033:
 
Não podemos estar unidos a Deus se não fizermos livremente a opção de amá-Lo. Mas não podemos amar a Deus se pecarmos gravemente contra Ele, contra o nosso próximo ou contra nós mesmos: “Aquele que não ama permanece na morte. Todo aquele que odeia o seu irmão é um homicida: e sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele” (1 Jo 3,14-15). Nosso Senhor adverte-nos de que seremos separados d’Ele, se deixarmos de ir ao encontro das necessidades graves dos pobres e dos pequenos que são seus irmãos. Morrer em pecado mortal sem ter-se arrependido dele e sem acolher o amor misericordioso de Deus, significa ficar separado do Todo-Poderoso para sempre, por nossa própria opção livre. E é este estado de autoexclusão definitiva da comunhão com Deus e com os bem-aventurados que se designa com a palavra “Inferno”

Catecismo da Igreja Católica 1033

Luz da Vida:
O programa Luz da Vida nasceu da necessidade de proclamar o nome santo de nosso Senhor Jesus Cristo, de levar a todos os corações a certeza de que não existe outro nome debaixo do céu pelo qual devamos ser salvos: Jesus Cristo.

“Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (Mt 8, 12). Foi essa passagem bíblica que inspirou a criação e o nome do programa, que tem uma finalidade simples e audaciosa: apresentar Jesus Cristo como Caminho, Verdade e Vida. Como Luz que ilumina a vida de todos nós.

A cada programa, Dom José Falcão de Barros apresenta um tema diferente, abordando questões espirituais e materiais da vida hodierna, à luz do Evangelho de Jesus Cristo, da doutrina, do magistério e da tradição da Igreja Católica Apostólica Romana.